Festa sem pais

Festa sem pais: economize até 30% e estimule a independência das crianças.

Tá na hora de planejar a festa do seu filho e, com base nas experiências anteriores, vai dar trabalho, vai ter um custo considerável, mais pessoas do que você consegue atender e o dia vai ser mais cansativo do que prazeroso, você vai ser mais produtor(a) de evento do que mãe ou pai, certo? Errado. A festa sem pais é um modelo já posto em prática, que além de economizar até 30%, você estimula a confiança, segurança e independência dos seus filhos e dos convidados.

Afinal, fazer festa sem pais é uma realidade possível?  

Festa sem paisVamos voltar um pouco no tempo, como eram as suas festas de aniversário? O que a gente mais queria era juntar os amigos, brincar sem parar, comer doces e salgados e terminar o dia exaustos e com o pé sujo. Tudo bem, sabemos que hoje as coisas não acontecem como antigamente. Nossas crianças recebem inúmero estímulos a todo momento e mantê-las distraídas requer mais recursos e criatividade do que nós, que transformávamos galhos em varinhas mágicas e toalhas em capas de super-heróis e isso bastava.

Mas, independente dos recursos, nossos filhos esperam exatamente o mesmo que nós esperávamos em nossos aniversários e essa ansiedade nunca foi pelos pais. Dê preferência para uma área espaçosa para brincadeiras e gincanas, sem que os recreadores percam os convidados de vista, mantendo a segurança e controle da festa.

O que economizo em uma festa sem pais, só para crianças?

Em uma festa convencional você se preocupa com diversas opções de salgados, comida volante, bebidas, uma equipe de garçons para servir e uma decoração que chame atenção, não é mesmo? Na festa com crianças, basta um cachorro quente, pão de queijo ou sanduichinhos, com suco, bolo  e poucos docinhos que elas já se satisfazem. Além disso, você pode contratar apenas uma copeira para ajudar na montagem do lanche, colocar em uma mesa baixa para que elas mesmas possam pegar ou então propor um piquenique em um período da festa. A decoração não precisa ser a mais cara, até porque para a criança basta ter o personagem preferido dela na festa independente se é 3D, se solta fumaça, se tem luz ou se faz barulho.

O que devo levar em conta ao optar por uma festa sem pais? 

Primeiramente a idade do seu filho e dos convidados, a partir de 4 anos você já pode adotar esse modelo de comemoração. Basta contar com recreadores, alguns adultos que te ajudarão a cuidar das crianças e atentar-se ao local da festa, preferencialmente com limite de espaço para a locomoção dos pequenos.

A quantidade de adultos que te ajudarão nesse dia vai depender, primeiramente, da quantidade de crianças presentes e também da equipe contratada para recreação. Sem os responsáveis por perto, é importante que as crianças estejam sempre em ação e entretidas, além de se sentirem seguras o suficiente para ficarem tranquilas com a falta de seus pais.

Converse com os pais.

Após fazer a lista dos amiguinhos convidados, converse com os responsáveis para conhecer melhor a criança, as inseguranças dela e para que os pais possam prepará-las para este grande evento. Não esqueça de disponibilizar local, horário de início e término da festa e também a programação, afinal, os pais também precisam se sentir seguros.

Dica: crie um grupo no whatsapp com os pais para confirmar a presença de todos, ajudá-los na localização da festa, certificar-se em caso de alguma criança possuir alguma limitação, seja alimentícia, física ou emocional, que exija uma maior atenção e para no dia do aniversário, enviar vez ou outra novidades sobre o que está acontecendo na festa.

No convite, enfatize a importância do desenvolvimento da criança e convide os pais a se divertirem durante o período da festa!

Festa sem paisAlguma dúvida? Já fez alguma festa sem pais? Tem alguma dica? Não deixe de comentar!

E para você que está planejando esse tipo de comemoração pela primeira vez, não se esqueça de voltar aqui e nos contar como foi!

Quer contratar recreadores que estimulem o desenvolvimento e socialização da criança, além de terem noção de primeiros socorros para possíveis emergências e experiência com os baixinhos? Clique aqui!

Hora do Agito

1 Comment

Leave A Response

* Denotes Required Field