Brincadeiras dentro de casa – A hora do agito!

Seja por chuva, cansaço dos pais ou férias, algumas vezes a opção da criançada são as brincadeiras dentro de casa. Mas só quem tem filho sabe como é difícil esgotar a energia dos pequenos e em casa a missão é ainda mais complicada.

Pensando nesses momentos, separamos algumas atividades e brincadeiras para dentro de casa.

Pintar, recortar, colar, pular, dar cambalhota… Todas essas brincadeiras dentro de casa, por mais que pareçam muito simples, ajudam no desenvolvimento da criança, estimulando a comunicação, a criatividade, a capacidade de tomar decisões, a empatia, o trabalho em equipe, o senso de responsabilidade, a imaginação, a coordenação motora etc. Percebem como uma “hora do agito” é essencial para os seus filhos?

Então vamos lá!

Não precisa ficar neurótico criando regras que definam quais brincadeiras e por quanto tempo seus filhos devem brincar. Basta um estímulo para o faz de conta ganhar vida na cabeça deles. Esse estímulo não precisa de complexidade, um lençol vira cabana, uma almofada vira volante e caixas viram barcos em alto mar.

Ambiente.

brincadeiras dentro de casa

Mesmo que não haja um espaço específico em sua casa para aflorar a imaginação das crianças, defina um cômodo e as deixe livres. Se for na sala, arraste a mesa de centro, separe mais os sofás, recolha os objetos quebráveis. Assim você evita acidentes e facilita a hora da arrumação.


Quantidade de crianças.

Se você tem filho único e nem sempre seus vizinhos ou primos estão por perto, não se preocupe, veja nesse artigo as brincadeiras que separamos para a criança brincar sozinha.

Aos pais que tem mais de uma criança, as vezes também é importante estimular essas brincadeiras individuais para estimular a concentração e capacidade de decisão da criança.

É hora das brincadeiras dentro de casa! 

Certo, sabemos que os pais que estão lendo esse post possuem filhos de diferentes idades, então resolvemos separar por faixa etária. Vamos lá:

De 0 a 3 anos: 

Nessa fase, a criança está desenvolvendo o aspecto motor e os cinco sentidos. É essencial a presença de um adulto que servirá como espelho para ela.

Obstáculos: brincadeiras dentro de casa

Defina um objetivo a ser alcançado: Uma linha de chegada ou um sino a ser tocado, por exemplo. Crie um percurso:
utilize almofadas, fitas e brinquedos para traçar caminhos, fazer com que a criança pule e se exercite. Um lençol dobrado se torna a parte da cambalhota. Que tal passar por debaixo da cadeira?

O rei mandou:

Trace uma linha separando o “rei” dos “súditos”. O “rei” pode ser um adulto ou mesmo uma das crianças. Todos os “súditos” ficam alinhados. O “rei” manda que seus “súditos” executem tarefas, tais como pular de um pé só, girar três vezes, bater palmas etc. A cada tarefa executada com sucesso, o “súdito” dá um passo a frente. A criança que alcançar primeiro a linha que separa os “súditos” do “rei” será o próximo “rei” e a brincadeira acaba quando todos tiverem a experiência das duas funções.

Elefantinho Colorido: 

Assim como na brincadeira “O rei mandou”, um adulto ou mesmo uma criança pode ser o líder. Espalhe brinquedos e objetos coloridos dentro de um espaço limitado. O líder então diz: “Elefantinho Colorido”, as demais crianças respondem: “Qual cor?”, o líder então pede uma cor e as crianças devem encontrar objetos correspondentes. Após todas conseguirem encontrar os objetos o “elefantinho” escolhe um substituto e assim continuam as rodadas.

De 3 a 6 anos:

Nessa fase, o grande barato é estimular a imaginação das crianças.

Mímica:

Em vários pedaços de papel, escreva ou desenhe (para as crianças que ainda não sabem ler) diferentes animais, personagens, filmes e desenhos. Uma criança por vez sorteia um dos papéis e faz mímica para que as outras adivinhem. Quem adivinhar é o próximo a fazer a mímica. Para não repetir, a criança que já fez a mímica e acertou escolhe algum amiguinho para ir lá e fazer a mímica. A brincadeira termina quando todos fizerem a mímica.

Massinha:

Que criança não gosta de massinha? Sorteie temas ou defina você mesmo um para que elas criem histórias ou personagens referentes. Deixe-as livres também para criar o que tiverem vontade.

brincadeiras dentro de casaMaquetes e construções malucas: 

Barraca de lençol, barco de caixa de papelão, bonecos de copinhos descartáveis e palitos. Enfim, o que a imaginação sugerir. Se puder, vá até uma papelaria e compre isopor retangular para servir de base. Alguns pedaços redondos, maiores, menores e retangulares, servem para construir elementos de uma maquete. Invista em tintas e papeis coloridos. Essa é uma atividade que mantém as crianças concentradas e focadas por muito tempo.


7 anos ou mais: 

Nessa idade, as crianças não só frequentam a escola como criam laços com os amigos, então já estão mais maduros e sociáveis. Brincadeiras para dentro de casa com regras e atividades que estimulem o físico são a pedida certa.

Jogos de tabuleiros:

Se os seus filhos ainda não estão acostumados com esse tipo de brincadeira, comece com os tipos que precisem de menos regras e que sejam mais fáceis, como damas ou cara-a-cara (jogo onde cada criança possui um tabuleiros com pessoas de características físicas diferentes, que são exploradas com a finalidade de adivinhar o personagem escolhido pela outra). A medida que a criança for pegando o jeito desse tipo de brincadeira, é possível começar a testar jogos mais difíceis.

Atividade Física:

Sabemos que é complicado incluir essa atividade no meio das brincadeiras para dentro de casa, mas a imaginação da criança pode te surpreender. Basta uma almofada ou uma bola pequena de plástico para começarem a cobrar pênalti na parede. Uma linha que divida dois times, vários balões e um único objetivo: não deixar que caiam no chão de seus territórios.

brincadeiras dentro de casaQuais as atividades ou brincadeiras dentro de casa favoritas do seu filho? Compartilhe com a gente!

Hora do Agito

1 Comment

Leave A Response

* Denotes Required Field