Dicas de atividades e brincadeiras para entreter filhos únicos!

 Foi-se o tempo em que as crianças respiravam fundo antes de nomear todos os irmãos. Com a vida moderna, menos tempo para ficar em casa e cuidar dos pequenos, foi se tornando mais comum ter um irmão só ou, em casos muito frequentes, famílias com apenas uma criança. Mas, como entreter filhos únicos?

Junto dessa nova realidade, surge o grande desafio: Como entreter filhos únicos?  Como evitar o sentimento de solidão? 

Alguns pais se desdobram e viram crianças para não permitir que seus filhos se sintam sozinhos e essa interação é realmente recomendável e saudável, desde que seu filho não se torne dependente da sua presença e de suas brincadeiras para se divertir.

Incentive a independência do seu filho, ensine brincadeiras que ele não precise de outra pessoa, mas mesmo que ele não te procure para se divertir, esteja sempre por perto, converse com ele, mostre o quão amado ele é, leia livros antes de dormir, separe um tempo para assistirem a um filme ou desenhos, irem ao cinema, ao parque etc.

Brincadeiras para entreter filhos únicos: 

Por não ter alguém com quem trocar experiências e ideias a todo momento, uma brincadeira mais simples pode facilmente cair na monotonia. Procure ensinar atividades que explorem a criatividade, que desafiem e que tenham um objetivo final a ser alcançado. Mas antes, é preciso entender que muitas dessas brincadeiras envolvem muito material e uma dose de bagunça que faz parte do processo,  pois seu filho vai aprender a ser independente e você vai poder cumprir as atividades da sua rotina sem se sentir culpado. Basta combinar com a criança arrumar do espaço também faz parte da brincadeira.

As brincadeiras: 
  1. Cinco Marias:

    Pegue 5 saquinhos de tecido e encha-os com areia, farinha ou arroz. Coloque-os no chão, escolha um e o jogue para cima enquanto recolhe outro do chão a tempo de pegar a primeira antes que caia no chão. Na rodada seguinte, jogue um saquinho para cima e recolha dois em tempo de pegar o primeiro antes que caia no chão e assim sucessivamente.

  2. Massinha de farinha de trigo (não comestível):

    Ingredientes: 4 xícaras de Farinha de trigo; 1 xícara de sal; 1 xícara e meia de água; 3 colheres de sopa de óleo; Corante alimentício. Modo de fazer:  Misture a farinha de trigo, água, sal e óleo em uma bacia, será grudento no início mas continue mexendo até que vire massinha. Escolha corantes de várias cores e faça várias massinhas coloridas para brincar.

  3. História / desenho de recortes:

    Em uma cartolina, monte uma história ou faça um desenho, a depender da idade e vontade da criança, a partir de recortes de revistas. Incentive a imaginação do seu filho, se ele precisar de um cachorro e não encontrar, ele pode picotar uma página da revista e fazer a colagem no formato do animalzinho.

  4. Desafio com recorte:

    Também em uma cartolina, faça vários desenhos (animais, pessoas com diferentes expressões, letras, cores etc) e peça que seu filho encontre imagens que representem o que você desenhou, recorte e cole no lugar indicado.

  5. Livros de atividades:

    Tenha sempre livros com atividades que estejam ao alcance do seu filho para que ele não fique frustrado em não conseguir realizar, mas que ao mesmo tempo exija dele dedicação e paciência para conseguir executar. Dê preferência às atividades com recortes, colagens, pinturas, etc.

  6. Montagem de maquete:

    É hora de guardar aquelas garrafas pets, rolo de papel higiênico, caixas de remédio e sapato, potes de plástico, palito de picolé, materiais de isopor, ou qualquer embalagem e comprar materiais como tintas, tesouras sem ponta, gel (para rios, por exemplo), carrinhos e bonequinhos pequenos e deixar seu filho construir uma oficina, uma cidade, um estacionamento, um bairro, um aeroporto, um lava-jato, uma escola e o que a imaginação dele pedir. Procure exemplos na internet para inspirá-lo.

    Dica: Ninguém melhor do que você para saber dos interesses do seu filho, misture isso com sua criatividade e a dele. O resultado para seu filho será  o seu desenvolvimento, sua independência, o aumento da sua capacidade de tomar decisões, da sua criatividade e muitos outros benefícios que determinarão as habilidades da fase adulta.

Participe do máximo de atividades que você puder, mas não necessariamente interagindo com ele, apenas mostrando que você está por perto, que você está orgulhoso do que ele está fazendo e elogie o desempenho ao final das atividades!

Quais brincadeiras seus filhos únicos costumam gostar? Conte pra gente!

Hora do Agito

1 Comment

Leave A Response

* Denotes Required Field